Estacionar em Capim Grosso continua sendo um grande desafio. Na Rua da delegacia mais problemas

Estacionar na Avenida ACM, principalmente a partir da esquina da Rua Maria M. de Souza até a agência São Luis no centro da cidade, envolvendo ainda a Praça Otaviano Ferreira, Avenida Tancredo Neves e Avenida ACM, a partir do ponto de táxi para Jacobina, tem sido um grande desafio para os motoristas. Esse problema precisa ser trabalhado pela administração municipal.
 
Recentemente representantes da Guarda Municipal, através do comandante Santana realizaram demarcações em torno da Praça Otaviano Ferreira, sinalizando que a falta de estacionamento no entorno da área de laser seria sanado. Engano, o problema continua. Carros de lotações se misturam a carros particulares e quem chega de fora principalmente em busca de uma vaga não consegue.
 
Outro problema é o motorista que para seu veículo atrás de carros que já estão estacionados, os ônibus da São Luis também causam transtornos, assim como caminhões, carros de lotações, uma confusão só, praticamente todos os dias da semana, principalmente no período da manhã e com destaque maior para as segundas feiras, dia de maior movimento na cidade, com a realização da feira livre.  
Outra situação que precisa ser observada pelas autoridades públicas diz respeito aos carros que estão estacionados na Rua Esmerando Santiago, a chamada Rua da delegacia,, recentemente foram contados onze carros, veículos que foram apreendidos por conta da falta de documentação ou por estar envolvido em algum tipo de crime. A maioria dos carros segundo informa Luciano Baratinha da RETRAN, são peças de inquérito. Os carros que foram apreendidos por falta de documentação deveriam ser levados para o pátio de CIRETRAN em Jacobina, os demais que são de responsabilidade da Justiça deveriam ser removidos para um local mais apropriado, mas é preciso ter a ordem judicial, explicou o chefe da RETRAN, que segundo o mesmo já conversou com o delegado da cidade, Dr. Eugênio, sobre o problema.
Os veículos citados interferem na vida de pessoas que trafegam pela Rua, que estudam e trabalham no Colégio Edna Moreira Pinto Daltro, atrapalhando também o acesso à delegacia, no tocante a estacionar, dentre outras situações.
Uma coisa é certa. Estacionar nas Avenidas em Capim Grosso não tem sido tarefa fácil, bem como transitar na Rua da delegacia por conta dos veículos apreendidos que vem se tornado um cartão postal nada agradável para as pessoas e a cidade. Como resolver os problemas citados? A principal medida seria trabalhar a implantação do projeto de lei que pede pela municipalização do trânsito da cidade, discutido dias depois da morte do Tenente Marcos José, na Câmara de Vereadores, tendo como convidado especial, o Major Brandão, comandante da 24ª CIPM, com sede em Jacobina. Então com a palavra as autoridades do município de Capim Grosso.
Texto e Fotos: Arnaldo Silva. 
 

Jovem sofre acidente na BR-407, próximo ao Gonzagão

O jovem, Edilon dos Santos, conhecido como Dilon, 22 anos, completados no dia de hoje, residente na Fazenda Riachão, município de Caldeirão Grande, sofreu um acidente com uma moto Honda CG 125 placa JMW-4755, na BR-407, próximo ao Gonzagão.Segundo informações, a vítima teria tentado ultrapassar uma carreta que seguia na sua frente, quando topou de frente com outro veículo, ao tentar evitar a colisão perdeu o controle da moto vindo a cair ao solo, sofrendo uma pancada na cabeça e diversos ferimentos pelo corpo.
 
 
Um carro que transitava na hora da ocorrência prestou socorro a Dilon, transportando o mesmo para a UPA24Horas, onde foi atendido e medicado pelo médico Dr. Luciano Fontoura, em seguida transferido para Feira de Santana ou Salvador, devido à gravidade do ferimento na cabeça.
A PRF esteve no local do acidente registrando o caso e tomando as devidas providências.
 
Fonte: Jorge Quixabeira  
 

Josa do Celular não resiste à tentativa de homicídio e morre na mesa de cirurgia

José Castro Bandeira, 35 anos, conhecido pelo apelido de Josa do Celular, não resistiu após ser atingindo por dois tiros na noite desta terça-feira (27), em sua residência na Rua da Torre, Bairro Sacramento, efetuados por dois homens em uma moto usando capacete. (veja matéria)
 
Josa foi socorrido até a UPA por um vizinho e recebeu os primeiros atendimentos, em seguida transferido para Feira de Santana onde foi submetido a uma cirurgia, mas antes que os médicos realizassem o procedimento de retirada dos projeteis o mesmo faleceu.
 
 

A vítima  era comerciante e tinha uma loja de venda e conserto de celulares no Calçadinho, centro da cidade de Capim Grosso.
 
A polícia fez diligencia, mas, até o momento nenhum suspeito foi  capturado, ou se tem informações de quem seriam os autores do assassinato.
 
Texto: FR Notícias Foto: Facebook Família

Pagina 2 de 2